Conheça-nos

Somos uma entidade sem fins lucrativos,  fundada em 14 de dezembro de 2001, declarada como entidade de utilidade pública no estado do Paraná (Lei Estadual 20.552 -30 de Abril de 2021), representamos atualmente mais de 50 empresas associadas em suas obrigações e responsabilidades no atendimento a Lei Federal 9.974/00 regulamentada pelo Decreto Federal 4.074/02. Responsabilidades e obrigações estas que fazem parte do Sistema Campo Limpo, para realizar a logística reversa de embalagens vazias de defensivos agrícolas no Brasil. Abrangendo todas as regiões do país, o Sistema tem como base o conceito de responsabilidade compartilhada entre agricultores, indústria, canais de distribuição e poder público, conforme determinações legais, o que tem garantido seu sucesso.

Nossa missão a preservação do meio ambiente pelo recebimento das embalagens vazias de defensivos agrícolas comercializadas nos Campos Gerais por nossas  associadas em 16 municípios dos Campos Gerais.

As unidades de recebimento gerenciadas pela ASSOCAMPOS possuem autorizações, anuências e os devidos licenciamentos ambientais que permitem o recebimento, controle, redução de volume (central de recebimento), acondicionamento e armazenamento temporário de embalagens de agrotóxicos e afins, vazias ou contendo resíduos, que atenda aos consumidores, estabelecimentos comerciais e postos, até a retirada das embalagens e resíduos para a destinação final ambientalmente adequada.

Os agricultores/usuários de defensivos agrícolas dos municípios contemplados pela operação da ASSOCAMPOS podem realizar a devolução das embalagens vazias na Central Ponta Grossa (inpEV) ou em um dos Postos de recebimento situados nos municípios de Irati e Prudentópolis. Ainda, promovemos e realizamos recebimentos itinerantes  – atividade que visa efetuar o recebimento embalagens vazias de defensivos em pontos mais próximos dos pequenos agricultores, ou seja, é deslocada equipe técnica capacitada, dotada dos equipamentos necessários para receber atendendo os devidos protocolos de segurança, pequenas quantias dessas embalagens em pontos mais próximos dos produtores, fomentando e barateando a logística reversa em especial para produtores cujo transporte por conta própria até uma das unidades físicas seria de maior dificuldade ou até mesmo economicamente inviável.

Para realizar com eficiência nossas atividades, contamos com o apoio e parceria de órgãos públicos e privados, dentre os quais:

  • Prefeituras Municipais de nossa área de atuação;
  • IDR – Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná – Iapar-Emater;
  • ADAPAR – Agência de Defesa Agropecuária do Paraná;
  • IAT – Instituto Água e Terra;
  • SEAB – Secretaria da Agricultura e do Abastecimento;
  • Sindicatos rurais de nossa área de atuação.

PARTICIPAÇÃO DE GRUPOS TÉCNICOS

  • Conselho Paranaense de Cidadania Empresarial (CPCE) – O Conselho Paranaense de Cidadania Empresarial (CPCE), foi criada pela Federação das Indústrias do Estado do Paraná (FIEP), em dezembro de 2004, como uma organização articuladora interessada em investir na área de sustentabilidade, levando em conta o fator econômico e o bem-estar de toda a comunidade além de apoiar a formação de empresários e cidadãos comprometidos. A ASSOCAMPOS, como membro do Conselho Paranaense de Cidadania Empresarial (CPCE), vem alinhando questões de responsabilidades socioambientais com representantes de empresas locais de diferentes setores que atuam na região dos Campos Gerais.
  • Câmara Técnica de Meio Ambiente – ACIPG Ponta Grossa – A respectiva câmara busca enriquecer a discussão sobre a questão ambiental promovendo o encontro com profissionais de diferentes áreas que detém conhecimento e estão dispostos a contribuir com o tema.

 

PROJETOS PILOTOS COM PARTICIPAÇÃO:

  • RECEBIMENTO DE SACARIAS DE MILHO TRATADAS – A ASSOCAMPOS participou em 2012 do projeto piloto do estudo coordenado pelo inpEV – Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias juntamente a APPS – Associação Paulista de Produtores de Sementes para a viabilização da destinação de sacarias de sementes tratadas de milho e algodão (projeto à nível nacional). O projeto teve como objetivo gerar conhecimento sobre a dinâmica do segmento de sementes tratadas e a eventual conveniência de destinação diferenciada das sacarias vazias pós-consumo.
  • RECEBIMENTO DE EMBALAGENS VAZIAS DE FERTILIZANTES FOLIARES – Em 2017, a ASSOCAMPOS foi uma das três unidades selecionadas a nível nacional para realização de mais um projeto piloto – recebimento de embalagens de fertilizantes foliares. Foram contemplados neste estudo fertilizantes foliares, organominerais, orgânicos, substratos para plantas e condicionadores de solo. Este estudo coordenado pelo inpEV – Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias em parceria a Abisolo.